Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

JucisRS investe em videoconferências e reduz custos de diárias e deslocamentos para outros estados

Publicação:

20180405 155212 jpg Menor III
Kopschina destacou que a plataforma proporciona mais agilidade na comunicação entre os gestores das Juntas - Foto: Ascom/JucisRS

A Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul (JucisRS) passou a contar com mais uma ferramenta destinada a aproximar a autarquia dos outros órgãos de registro do país. O sistema de videoconferência foi adotado para dar continuidade aos assuntos relativos ao registro mercantil, debatidos no 38º Encontro Nacional de Juntas Comerciais, em Goiânia. O projeto Integrar, o Sistema de Registro Mercantil (SRM), a modernização das Juntas e o avanço nas questões técnicas estão na pauta das reuniões.

 O presidente da JucisRS, Paulo Roberto Kopschina, que também é vice-presidente da Federação Nacional de Juntas Comerciais (Fenaju) destaca que a nova plataforma proporciona uma maior agilidade na comunicação entre os gestores das juntas brasileiras, além de economia aos cofres públicos. Ele explica que essa medida evitará custos com deslocamentos (passagens aéreas) e diárias para reuniões fora da sede da autarquia, gerando uma economia de aproximadamente R$ 80 mil por ano.

Kopschina ressalta que com a implantação da Junta Digital no RS, várias etapas estão sendo necessárias para que o processo de modernização da autarquia seja concluído. As conferências, segundo ele, com duração de aproximadamente uma hora, são periódicas e destinadas aos presidentes, vice-presidentes, secretários-gerais, procuradores e técnicos de Tecnologia da Informação de todas as juntas do país. “A videoconferência torna a experiência da reunião a distância muito próxima da presencial. Essa troca e as novas ações que estão sendo prospectadas pela JucisRS fortalece a interação de todos os envolvidos no processo”, enfatiza o gestor, lembrando que a plataforma permite a utilização de áudio, imagens e vídeos garantindo um feedback positivo aos participantes, além de otimizar a comunicação.

Kopschina enfatiza que os presidentes das oito juntas que fazem parte do Projeto Integrar – uma parceria do Sebrae nacional, Junta Comercial do Estado de Minas Gerais – Jucemg – MDCI/DNRC e órgãos de registro para a implantação de Redesim -, já estão integrados à nova ferramenta - Minas Gerais, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Acre, Roraima, RS e Distrito Federal.

A assessora Jurídica da JucisRS, Inês Conceição Antunes Dilélio, disse que a iniciativa é extremamente positiva já que possibilita um “alinhamento entre as Juntas Comerciais”. Na última rodada de reuniões, os procuradores abordaram entre outros assuntos, o convênio entre os órgãos de registro para manutenção do Sistema Integrador.

 

 

 



 

 

Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul