Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Junta Comercial inicia transferência de 24 milhões de documentos para armazéns do Bagergs em Canoas

Todo acervo técnico será armazenado em local adequado e conforme normas de segurança

Publicação:

WhatsApp Image 20200217 at 20 04 38 2
Cerca 37 mil caixas com acervo técnico da JucisRS estão sendo transportadas para armazéns do Bagergs em Canoas - Foto: Lucas Lumertz
Por Denise Rodrigues

A direção da Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul – JucisRS – deu início ontem (17)  no processo de mudança de seu acervo técnico para os armazéns do Banrisul Armazéns Gerais S/A -  Bagergs -, em Canoas. São cerca de 24 milhões de documentos (processos em papel), ou seja, 37 mil caixas que atualmente ocupam dois andares do prédio Palácio do Comércio, Centro Histórico de Porto Alegre.

O presidente da JucisRS, Flávio Koch, explica que o Banrisul Armazéns Gerais S/A - Bagergs – conta com uma estrutura adequada para armazenar os documentos. “O espaço tem equipamentos para movimentação do acervo, além de atender todas as normas vigentes de segurança”, afirmou, lembrando que com a implantação da Junta Digital, todos os documentos da autarquia estão sendo digitalizados, gerando a necessidade de um novo local para acondicionamento das 37 mil caixas que contêm o registro de empresas de todo o estado do RS. Ainda falta digitalizar dois milhões de processos (Empresário Individual e Documentos com sede em outros estados da federação, mas com filiais no RS), além de quatro milhões de caráter histórico.

Koch destaca que com a transferência dos processos para Bagergs, a Junta dá mais um importante passo na modernização da autarquia, já que o espaço atual não era mais suficiente para guardar um volume tão grande de arquivo. No novo local, os documentos terão controle de umidade e temperatura, iluminação, além de Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio, PPCI -. Outra vantagem com a transferência para os galpões do Bagergs, segundo Koch, é que a Junta Comercial também irá reduzir seu custo com pagamento de aluguel, deixando de onerar os cofres públicos e colaborando com o Bagergs, órgão do governo do Estado.

Para o arquivo de todos os documentos, serão utilizadas estantes metálicas, distribuídas em 14 corredores. Estes galpões também são destinados ao armazenamento e movimentação de mercadorias nacionais e emissão de títulos especiais, além de funcionarem como Entreposto Aduaneiro de Importação e Exportação, podendo instalar e operar o regime especial de Depósito Alfandegado Público.

Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul